NOTA DE PESAR: Paulo Roberto Ferreira Mello


O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor/MT) lamenta a morte do jornalista Paulo Roberto Ferreira Mello, 68 anos, ocorrida na madrugada desta terça-feira (02), na Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis. Paulo Mello estava internado na UTI da unidade hospitalar desde o dia 20 de abril, após sofrer um infarto. 

Com mais de 40 anos de carreira, o jornalista atuava há 25 anos como assessor de imprensa do Sindicato dos Produtores Rurais de Rondonópolis, projetando a entidade sindical e a principal feira agropecuária do sul do estado, a Exposul, em todo país. 

Profissional respeitado e tido como mentor de uma geração de jornalistas, Paulo Mello era natural de Presidente Prudente (SP) e atuou em diversos veículos e assessorias pelo país, como os jornais O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo, foi correspondente do La Nacion em São Paulo. 

Chegou a Rondonópolis em 1983 onde, além do Sindicato Rural, também trabalhou no Jornal A Tribuna, na assessoria da Prefeitura de Rondonópolis, correspondente de revistas nacionais voltadas ao agronegócio como A Granja, Agrinova e DBO, e ainda secretário de imprensa da Câmara Municipal. 

Para os amigos e colegas jornalistas, Paulo Mello deixa o legado e exemplo de um profissional ético, dedicado, defensor do jornalismo de qualidade e um ser humano generoso.

Ele deixa três filhos e quatro netos.

O Sindjor/MT estende seu apoio à família e aos amigos e se coloca à disposição para o que for necessário.

O velório está sendo realizado no Cemitério da Vila Aurora, em Rondonópolis, e o sepultamento está marcado para as 17 horas de hoje no Cemitério do Lourencinho, no mesmo município.

“Não concordo com as frases feitas de que a imprensa tradicional vai para o brejo com as mídias sociais porque qualquer um poderá ser jornalista. A imprensa antes de qualquer coisa tem credibilidade, foi criada da maneira mais dura, com perdas. Nós criamos uma imprensa deitados em cama de faquir, a duras penas”. (Paulo Roberto Ferreira Mello)

Cuiabá, 02 de maio de 2017

Diretoria Colegiada do Sindjor/MT

Comentários

Postagens mais visitadas