DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

21 de dez de 2016

Nova diretoria do Sindjor/MT toma posse

Uma noite de encontro entre as diferentes gerações do jornalismo mato-grossense, mas de um único pensamento: valorização da categoria. Assim, foi a solenidade de posse dos novos diretores do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Mato Grosso (Sindjor-MT). O evento, que reuniu colegas dos mais diversos veículos, aconteceu na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT/MT), no dia 14 de dezembro
em Cuiabá.

Os novos diretores fizeram parte da chapa Sindicato é pra lutar! que trouxe como principais propostas a unificação da categoria, fixação de um piso estadual para os jornalistas, melhores condições de trabalho e a luta pelo fim do assédio moral nas redação.

Tomaram posse os jornalistas Adriana Nascimento, Jaqueline Siqueira, Silvia Calichio, Priscila Mendes, Luana Soutos, Robson Fraga, Fernando Parragas, Thalyta Amaral, Luci Mary Dias Rosal, Mylena Petrucelli e Marcela Brito. O grupo ficará à frente do Sindjor/MT de 01/01/2017 a 31/12/2018 e formará um colegiado administrativo. Neste modelo, não há cargos instituídos, todos os diretores estão aptos para tratar de qualquer tema que envolva a gestão, ficando disponíveis para trabalhar em todas as frentes que envolvem a administração sindical e o apoio à categoria.

Priscila Mendes, diretora na atual gestão e também eleita na chapa Sindicato é pra Lutar, apresentou um balanço para deixar claras as contas da entidade. “Sempre quisemos dar transparência à nossa gestão. Por isso, preparei este balanço pra mostrar quanto tínhamos em janeiro de 2016 e com quanto chegamos até aqui: um resumo das receitas e despesas do Sindjor para que a nova gestão saiba o que está assumindo”.

Silvia Calichio, que também faz parte da atual diretoria, e que irá permanecer no grupo, lembrou que a luta é grande, mas garantiu que a nova gestão vai primar pela organização das contas e pela agilidade na sindicalização de novos colegas. “A informatização das contas permitirá que os jornalistas do interior possam ter acesso a todas as informações. Também facilitará o pagamento das contribuições sindicais, a atualização cadastral dos associados e o fortalecimento da base.”

O diretor da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), José Carlos Torves, que esteve na posse, avaliou como positiva a formação da nova diretoria, já que nos últimos anos o Sindjor foi administrado por uma junta por falta representantes interessados em sua administração. “Agora, conseguiram concluir um processo eleitoral, tenho certeza que a nova diretoria entra cheia de garra para garantir os direitos do trabalhador.”

João Luiz Dourado, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), fez questão de dizer que a Central está à disposição dos jornalistas para os novos embates que estão por vir na campanha salarial 2017 e desejou êxito à nova direção.

Carnaval

E como nem tudo é combate, a nova gestão anunciou que irá organizar eventos sociais. “O primeiro deles será a volta do bloco Imprensando o Bebum para o carnaval de 2017. Estamos falando de uma atividade tradicional que une a categoria e nos dá mais foça para seguir na luta”, disse Priscila Mendes.

Nenhum comentário: