Nota de Repúdio





O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor/MT) vem a público manifestar repúdio às agressões, por parte de policiais militares, aos jornalistas Rogério Florentino Pereira e Marcus Mesquita, repórteres-fotográficos do Olhar Direto e Mídia News, respectivamente. As ações de violência estão relacionadas ao exercício da profissão, durante a cobertura do assassinato de um policial no bairro CPA III, capital do estado.

Manifestamos nossa solidariedade aos colegas, que, infelizmente, são mais duas vítimas de desrespeito ao trabalhador.

Exigimos que a Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp/MT) apure os fatos e divulgue o resultado das investigações, preferencialmente em entrevista coletiva.

O Sindjor solicita, ainda, que o governador Pedro Taques proporcione à Sesp/MT cursos de aprimoramento às polícias Militar e Judiciária Civil, para que o trato com os profissionais da Imprensa, bem como todos os cidadãos de Mato Grosso, seja sempre de respeito e cuidado. Esse é o papel do Estado.

Cuiabá, 03 de agosto de 2016.

Junta Administrativa

Comentários

Unknown disse…
Só fazer jornalismo sério sem matérias tendenciosas onde vcs adoram jogar o poder público contra a sociedade,nao é a primeira vez que fazem isso procurem eatudar mais quem sabe melhora o vocabulário.
Unknown disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse…
Sou policial militar e não gosto de fazer matéria para imprensa,se vocês quiserem saber e só procurar a assessoria de imprensa. Voçes acham que estão acima da lei adoram falar sou da IMPRENSA,agem como urubu na carniça e vem dar de vitima.Só lembrando que na sala de registro de B.O da PM nas delegacias,so entra policias e conduzidos,POLICIAIS NUNCA SERÃO,já conduzidos um prazer
Anônimo disse…
A imprensa tem que saber respeitar os limites, este pseudoreporter, é assim que devo chamá-lo, chegou no velório, entrou na sala onde estava o corpo do policial e já foi tirando foto, onde está o respeito pela família, essa foto do policial no caixão era para outro dia estar estampado nos jornais. Ele deixou uma filha de 7 anos, que situação seria para esta criança ver seu pai deitado no caixão estampado em vários veículos de imprensa. Faço uma pergunta, qual é o objetivo daquela foto? Que utilidade ela teria? sem mais.
Vagner da silva disse…
Acho engraçado, vcs exigirem respeito com " profissionais de comunicação " vcs nunca agem com profissionalismo , não venham nos falar que o lixo que costumam regurgitar é profissionalismo. Querem ser respeitados? Aprendam a respeitar. Não sabem o significado da palavra IMPARCIALIDADE ? não adianta orienta - los para que façam curso , isso não é ensinado em cursos, vem de berço. ..É questão de ter ou não caráter. Sinto muito pelos pobres e manipulados leitores..triste
Anônimo disse…
Caros colegas jornalistas, os senhores querem respeito de nós Policiais militares, porém esse respeito é recíproco, deixa nos trabalhar em paz e para de ficar enchendo o saco.

Postagens mais visitadas