DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

25 de jun de 2016

NOTA DE REPÚDIO: Liberdade de crítica e de Imprensa

A Junta Administrativa do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor/MT) vem a público manifestar o repúdio ao bullying contra profissionais de Imprensa em geral, como ocorreu com a jornalista Mayla Miranda, na cobertura da Tocha Olímpica, em Cuiabá.

Repudiamos a hostilidade diante do acirramento do debate político sobre o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) de direito legítimo dos servidores públicos do Estado. Tal ato e postura não condizem com a civilidade moderna, a democracia e o ambiente de debate público necessário.

Defendemos a liberdade de expressão como princípio e prática, mas reprovamos pessoas da opinião pública que, no direito de crítica, condenam, desrespeitam, ameaçam fisicamente e impedem o trabalho da Imprensa por trabalharem no Executivo ou qualquer outro poder.

Apelamos e defendemos ainda o bom senso dos colegas de profissão e da população em geral quanto à péssima mania de se confundir assessorado e assessor, reforçando que este deve ser respeitado na sua dignidade, no dever do direito ao trabalho e como trabalhador.

Conclamamos a todos para respeitarem o legítimo exercício de profissão, independentemente da ocupação.

Por fim, lembramos que sociedades democráticas são saudáveis se conseguem conviver sem violência física ou verbal e com o direito à informação e liberdade de Imprensa.  

Cuiabá-MT, 25 de junho de 2016.

Junta Administrativa do Sindjor/MT

Nenhum comentário: