ALERTA VERMELHO: Sindjor/MT pode fechar as portas

Reunião na sede do sindicato, prevista para as 14 horas, tenta uma solução; Faltam interessados em compor uma Diretoria Colegiada

Sem receber a inscrição de uma chapa sequer, o Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT) corre o risco de fechar as portas por não haver profissionais interessados em compor uma nova gestão para conduzir a entidade a partir do dia 1º de abril, ironicamente o Dia da Mentira. Mas a verdade é que a gestão da Junta Administrativa (JA) - que toca o sindicato provisoriamente -, encerra-se no dia 31 de março e não houve chapa inscrita para disputar a eleição da entidade, apesar de uma prorrogação de prazo.

Como última tentativa de resgatar a dignidade da classe e o interesse de profissionais da categoria, a JA convocou para este sábado (22), às 14 horas, uma reunião extraordinária que vai deliberar o futuro da entidade.

Apesar de ser de conhecimento de todos a importância de um sindicato no equilíbrio nas relações de trabalho – ou redução dos impactos da exploração dos empregadores - não houve interesse de nenhum grupo em se candidatar a gerir política e administrativamente o Sindjor/MT. Por outro lado, o pequeno grupo que lá está, já em período de prorrogação, se sente esgotado da rotina da entidade.

O primeiro período de inscrições de chapas se deu entre os dias 12/02 e 28/02 e, posteriormente, de 11/03 a 14/03/2014, por conta de uma prorrogação. O dia de votação estava agendado para o último dia 19/03, o que não aconteceu. Não haveria prazo para uma nova prorrogação de inscrição de chapa para eleições e conclusão do processo ainda no mês de março. As publicações acerca das eleições estão disponíveis neste link.

O Estatuto foi alterado em assembleia há um ano e prevê que o Sindjor/MT seja conduzido por uma diretoria colegiada, em vez de uma diretoria com a figura central do presidente. O objetivo foi despersonificar a entidade e garantir que mais pessoas debatam e executem as ações, havendo assim uma distribuição mais justa de tarefas, deveres e obrigações. O colegiado é formado por 11 membros.

O Sindjor/MT tem grande importância na vida dos trabalhadores, em que os jornalistas estão inseridos, porque é por meio dessa entidade que direitos e garantias são negociados para a categoria. É claro, nem sempre com vitórias à altura do desejo da classe. Mas a luta do sindicato passa, obrigatoriamente, pela defesa dos interesses individuais e coletivos de sua base, e fazer valer seus direitos.

É hora da base se unir e pensar em uma solução para seu porto! É hora de colocar as questões individuais um pouco de lado e pensar nos ganhos coletivos!

Comentários

Postagens mais visitadas