DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

10 de fev de 2014

Nota de pesar

É com profundo pesar que o Sindjor/MT informa o falecimento do colega Nivaldo Queiroz, nesta segunda-feira, 10 de fevereiro de 2013. O jornalista atuava, nos últimos anos, na TV Universidade, da UFMT.

Conhecido, querido e respeitado por todos, Nivaldo sempre foi um jornalista envolvido com a responsabilidade social da profissão. Até mesmo no período em que estava doente, expôs seu caso para cobrar das autoridades responsáveis o direito de acesso à Saúde pública e de qualidade.

O colega lutava, já há alguns anos, contra um câncer de pulmão. A categoria está em luto. Lamentamos muito essa perda humana.

O local e horário de velório ainda não foram informados pelos familiares.

No link a seguir, uma homenagem da jornalista Keka Werneck ao colega, ainda em vida, representando a admiração pelo ser humano Nivaldo Queiroz.

Meu caro amigo, Nivaldo
http://centroburnier.com.br/wordpress/?p=6995

Um comentário:

Antonio Carlos Silva disse...

O que Nivaldo Queiroz queria para nós

O sindicalista
Defendeu direitos trabalhistas.
O radialista
Exerceu uma comunicação libertária, comunitária e otimista.
O jornalista
Reivindicou uma profissão ética, digna e ativista.
O paciente
"Brigou" por uma saúde pública realmente.
O brasileiro
"Lutou" por uma sociedade justa para o país inteiro.
Nestas lutas nem tudo foi possível conquistar
Porque nem todos conseguiram captar
O que Nivaldo Queiroz
Queria para nós.