DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

11 de nov de 2013

NOTA DE ESCLARECIMENTO - Prisão de jornalista acusada de extorsão

Mediante a prisão em flagrante, nesta tarde de segunda-feira (11), da jornalista e proprietária de um veículo de comunicação em Várzea Grande, Edina Araújo, acusada de extorsão, o Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso vem a público para:

1 – Pontuar que não se pode afirmar que tal crime tenha acontecido, nem que tenha sido armação, já que isso é responsabilidade da polícia e da justiça, após ampla investigação.

2 - Colocar-se terminantemente contra a prática de extorsão em qualquer nível, especialmente utilizando do jornalismo - ferramenta de defesa da sociedade, por meio da informação - para tal.

3 – Destacar que é contrário a qualquer ação que se utilize do jornalismo incorretamente, que fira o Código de Ética da categoria, que atente contra a correta informação, que coloque a lisura e a responsabilidade profissional abaixo de qualquer interesse, inclusive os econômicos.

4 – Ressalvar que, apesar de ser jornalista, a acusada está na condição patronal, e não como trabalhadora da imprensa. Nesse sentido, vale ressaltar que a luta para garantir que as empresas de comunicação ofereçam jornalismo ético é histórica e demanda de grande envolvimento da sociedade, a maior beneficiada pelo bom jornalismo.

Sindjor/MT

Nenhum comentário: