DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

4 de set de 2012

SINDJOR-MT NA LUTA CONTRA SALÁRIOS ATRASADOS - Folha do Estado garante que vai pagar dia 17 de setembro


O superintendente do jornal Folha do Estado, Irã Girotto, entrou em contato por telefone com o Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT), na manhã dessa terça-feira, dia 4 de setembro de 2012, para informar que a empresa vai pagar o salário de agosto no dia 17 de setembro, ou seja, com sete dias de atraso.
 
Ao informar ao Sindjor-MT a data certa de pagamento este mês, Girotto cumpriu o que havia prometido em reunião realizada no Ministério Público do Trabalho (MPT), no dia 28 de agosto, à tarde, diante da procuradora do Trabalho Marcela Monteiro Dória. A procuradora convocou tal reunião para abrir canal de negociação entre a empresa e o sindicato.
 
Na audiência, a procuradora disse que havia ajuizado a Folha, por descumprir dois acordos, ambos no sentido de regularizar a folha de pagamento da empresa. A Justiça determinou que a Folha regularize os salários em 20 dias, sob pena de ser multada. Leia sobre isso nessa matéria.
 
O superintendente da Folha afirmou ainda, na mesma reunião no MPT, que, no dia 2 de outubro, também informará ao Sindjor a data de pagamento da folha salarial de setembro. E em novembro, a empresa irá pagar salário até o quinto dia útil.
 
O Sindjor-MT está em uma luta incessante contra os atrasos salariais e vai acompanhar a agenda dada pela empresa.

Ano passado, os trabalhadores da Folha fizeram várias greves, como esta narrada nesta matéria, também para pressionar a empresa a cumprir a lei, que garante o pagamento de salários até o quinto dia útil.
 
Sobre o Fundo de Garantia dos funcionários da Folha também cobrado na reunião no MPT, Girotto alegou que a empresa está tentando ainda tirar o certificado digital, através do qual poderá verificar a situação dos trabalhadores na Caixa Econômica Federal (CEF). Desde março, essa "chave" passou a ser exigida para movimentação de contras de FGTS.
 
A diretoria do Sindjor-MT parabeniza os trabalhadores da Folha pela luta, que continua.

Nenhum comentário: