CINE-ATO - Jornalistas de MT cobram cumprimento da lei da meia entrada


Foto: Gleid Moreira

Um grupo de jornalistas conseguiu fazer valer a Lei Municipal 5497/12, que estabelece a meia entrada para jornalistas e também radialistas de Cuiabá em eventos culturais. Nesse sábado (19) à noite, fizeram um cine-ato no CinemaMultiplex Pantanal, no shopping de mesmo nome, em Cuiabá.

O cine-ato, organizado pelo Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT), consistia em exigir a metade do preço, fora do dia promocional, como garante a lei.

Os jornalistas fizeram fila juntos, um atrás do outro. Quando chegaram às bilheterias, as atendentes não queriam cumprir a lei, mesmo mediante apresentação de documento comprovando função.

O gerente foi acionado e ele alegou desconhecimento. Porém o presidente do Sindjor-MT, Téo Meneses, argumentou que o Sindicato encaminhou ofícios a cinemas, teatros e outros produtores culturais da capital e chamou-os os mesmopara uma reunião, na qual não compareceu ninguém. “Se o senhor não está sabendo, nós informamos ao shopping, a sua assessoria jurídica certamente sabe”.

Diante da pressão, o gerente acabou liberando a venda.

O cine-ato mostrou que, para fazer valer a lei, a categoria ainda vai ter que reivindicá-la.

Foto: Gleid Moreira


Por causa disso, outros atos serão realizados. Provavelmente o próximo será em uma peça de teatro.

“No próximo eu vou”, afirma a jornalista Marcela Brito, da Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso. Segundo ela, “ter acesso a eventos culturais nos possibilita entrar em contato direto com diversos assuntos”. Na visão dela, isso melhora a prática jornalística.

Esta lei foi proposta pelo vereador Lúdio Cabral (PT) a pedido do Sindjor-MT.

O cine-ato foi um momento histórico para a jornalista Priscila Mendes, da Assessoria de Imprensa do Conselho Regional de Enfermagem. "Quisemos mostrar que cultura é ferramente de trabalho do jornalista e que os direitos conquistados têm de ser respeitados!"

A jornalista Suzi Bonfim, da TV Universidade, comenta que “este ganho foi fundamental para nossa categoria, que precisa estar informada culturalmente para melhor informar à sociedade”.

Em capitais como Curitiba e Salvador, o direito à meia entrada já está naturalizado há anos. Porém outras capitais ainda não conquistaram esse direito, como é o caso de Brasília.

O Sindjor orienta a levar sempre uma cópia da lei e um documento que comprove a atividade jornalística.

Comentários

É ISSO AÍ, COLEGAS, PARABÉNS POR ESSA CONQUISTA. NÃO PUDE ESTAR PRESENTE MAS ESTIVE TORCENDO POR ESSA VITÓRIA QUE É DE TODOS NÓS. AGORA NÃO SEREI MAIS BARRADO NAS BILHETERIAS DOS CINEMAS RSSSS

Postagens mais visitadas