DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

18 de out de 2011

Ata da Reunião Ordinária de 05/09/2011

SINDICATO DOS JORNALISTAS DE MATO GROSSO
Filiado à Fenaj - Federação Nacional dos Jornalistas e à CUT
CNPJ: 03.990.454/0001-45
Gestão O Sindicato é você - 2011-2013
Av. Mato Grosso, Nº 167, Sala 02, Centro Norte, Cuiabá-MT CEP 78005-030.
Tel.: (65) 3025-4723
E-mail: sindicatodosjornalistasdemt@gmail.com
www.sindjormt.org.br

Ata da Reunião Ordinária do dia 05 de setembro de 2011

Aos 05 dias do mês de setembro de 2011, às 19h30, compareceram na sede do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso, localizada na avenida Mato Grosso, o presidente do Sindjor-MT, Teonas Meneses; a diretora de Mobilização, Keka Wernek e demais jornalistas, em reunião ordinária, para debater a seguinte pauta: 1. Informes; 2. Sede; 3. Campanha Salarial; 4. Informativo. Informes: Carol Lanhi informou que alguns jornalistas da Folha do Estado estão dispostos a participar da Assembléia Geral - previamente marcada para o dia 19 de setembro -, em que a categoria deve discutir questões trabalhistas. Carol também falou que ainda não conseguiu entrar em contato com os responsáveis pelo Studio Press, Pau e prosa e Só Notícias sobre a questão do dissídio, e ficou que tentar outra vez essa semana. Téo entrou em contato com o presidente do Sindicato dos Bancários, Arilson da Silva, para saber da possibilidade de eles cederem o espaço para o Sindjor fazer a Assembléia Geral. segundo o Teo, o Arilson falou que não há problema nenhum e que, se o auditório estiver ocupado, há uma outra sala com espaço para umas sessenta pessoas. Com relação ao e-mail enviado pela Fenaj solicitando que os sindicatos estaduais peçam apoio dos deputados federais para aprovação da PEC do Diploma, os presentes acordaram que esse trabalho pode ser mais viável para o Jonas, que está morando em Brasília. A Keka participou de uma reunião entre entidades de representação social e o Ministério Público Estadual, e sugeriu, em nome do Sindicato, que haja uma parceria para a realização de um seminário sobre "liberdade de imprensa". Mariana acrescentou que seria mais interessante que o seminário tratasse de "direito à comunicação", pois liberdade de imprensa soa como uma reivindicação empresarial. Caio avisou que não consegiu falar com a revista Ótima sobre as negociações do dissídio, mas vai tentar novamente essa semana, e convidou os jornalistas para participar de um protesto em frente a Prefeitura de Cuiabá, no dia 21 de setembro, dia da árvore. Nesse dia, os manifestantes entregarão uma carta aberta ao Executivo e distribuirão mudas de árvores. Sobre o dissídio, Márcio Camilo ficou de entrar em contato com a Edna, do VG Notícias, já que mora em Várzea Grande. Carol lembrou que havia sugerido ao sindicato que fizesse uma carteirinha para facilitar o controle de uso dos convênios que o sindicato conseguir fechar. Segundo o Teo, a Dafne ficou de ver como isso funciona e quanto custaria para o Sindjor fazer as carteirinhas. Carol também lembrou que a Unemat está organizando um simpósio de jornalismo (com inscrições até o dia 23 de setembro) e ficou de entrar em contato com eles para incluir a participação do Sindjor no evento e pegar mais informações. Teo falou que a primeira esposa do jornalista Auro Ida procurou os jornalistas em seu trabalho para pedir ajuda na venda ou compra de uma rifa, que vai sortear um ar condicionado split. O valor de cada número será R$ 10,00. Sobre o torneio de futebol previsto para o dia 12 de outubro, em parceria com o sindicato dos gráficos, Teo ainda não obteve a confirmação do pessoal quanto a data e disse que eles devem responder essa semana. É preciso pensar nos possíveis prêmios para os vencedores do torneio. Presentes na reunião dois jornalista do Jornal Integração Policial, Rosane e Narciso Honório. O sr. Narciso sugeriu que o sindicato apóie a realização do 1º curso de invetigação criminal defensiva, com foco na nova legislação penal. Ele ficou de encaminhar a proposta detalhada para o e-mail do Sindjor. Honório também afirmou que vai disponibilizar cartas de crédito para o curso de Pós Graduação em Direito Penal, promovido pelo grupo Atami. Assim, os interessados terão desconto nas mensalidades. Por fim, Honório indicou que os jornalistas de Cuiabá procurem se informar sobre um condomínio que jornalistas de Brasília construíram com profissionais de outras categorias, a Cooperativa Habitacional de Jornalistas do DF. Para ele, essa experiência tem fortalecido a luta trabalhista no DF. Sede: Teo falou que o novo contrato do terreno no CPA já foi assinado e que até quinta-feira ele voltará a ser do Sindicato. Com isso, já é possível colocar a estrutura para cercar o terreno. De acordo com os presentes, a Márcia Raquel enviou por e-mail os orçamentos de muros e ficou decidido que o mais viável, no momento, seria o muro japonês. É preciso discutir ainda a dívida que o sindicato tem com o arquiteto que desenhou o projeto. Ficou decidido que haverá uma reunião extra do sindicato para discutir esse assunto (orçamento) antes da reunião com o arquiteto. A concessão do terreno é de dez anos, prorrogável pelo mesmo período. Depois da construção do prédio, o governo deve pagar indenização, caso queira retirar a concessão. Campanha Salarial: Como o material de acordo entre o sindicato e as empresas deve ser entregue na segunda feira para o advogado do Sindjor, as últimas tentativas de negociação serão feita até sexta-feira. Informativo: Segundo o Teo está tudo pronto, só falta diagramar e aprovar o layout do jornal. Por fim, por se tratar de verdade, eu, Luana Santos, assino e lavro a seguinte ata. 

Nenhum comentário: