DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

28 de set de 2011

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE O FURTO NA SEDE DO SINDJOR-MT

A entidade terá de repor patrimônio da categoria para
continuar atendendo; FOTO: Gilmar Ramos

A sede do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT), que funciona na avenida Mato Grosso, 167, Centro Norte de Cuiabá, foi furtada nessa madrugada do dia 28. O ladrão levou um monitor LCD e um celular. O dono do prédio onde funciona o Sindicato, que mora no local, escutou um barulho por volta das 5 horas e viu que a luz da sala estava acesa. A princípio, ele achou que seria algum jornalista pegando material, mas, em seguida, desconfiou da situação e deu um grito. Especula-se que não levaram mais nada por conta do grito, embora o acervo da entidade já seja bastante reduzido. Não se sabe se a ação foi praticada por uma ou mais pessoas. A diretoria do Sindicato ligou para o 190 da Polícia Militar, que, a princípio, disse não ir a locais de crimes de furto. Um tempo depois, a PM acabou chegando à sede da entidade. O soldado Antônio Valdeir, que trabalha na região da avenida Mato Grosso, explicou que esse tipo de furto tem sido comum por ali e que acredita que os materiais furtados já até teriam sido trocados por drogas em algum ponto de tráfico. O Sindjor-MT reforçou a segurança da sala e o dono do prédio fez o mesmo na porta central. As salas comerciais vizinhas ao Sindjor não foram invadidas. A entidade vai registrar Boletim de Ocorrência, dando conta do patrimônio da categoria perdido, e transferir a conta do celular. Assim que forem feitos esses trâmites, será informado se o número foi mantido ou trocado.

Cuiabá, 28 de setembro de 2011.

A DIRETORIA

Nenhum comentário: