DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

31 de mai de 2011

Justiça manda governo reajustar salário de jornalistas em Alagoas

Após várias tentativas para derrubar na Justiça o arrocho salarial do governo Téo Vilela (Alagoas), o Sindicato dos Jornalistas daquele estado conseguiu sentença favorável do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinando a reposição de 21,46% nos salários dos jornalistas da Imprensa Oficial. O índice corresponde à inflação de quatro anos ( 2007 a 2010), quando a Companhia Alagoana de Recursos Humanos e Patrimoniais (Carph) negou-se a assinar Acordo Coletivo de Trabalho com o Sindicato dos Jornalistas de Alagoas (Sindjornal).

Além de saírem vitoriosos nos quatro dissídios coletivos acima, o Sindicato e os jornalistas da Imprensa Graciliano Ramos (antiga Sergasa) estão em via de conquistar a reposição salarial de 2011. Em audiência realizada na última sexta-feira, o TRT alertou os prepostos da Carph que a empresa perderá também esse dissídio. O Sindjornal propôs à Companhia que repasse aos jornalistas o mesmo reajuste concedido aos servidores estaduais (5,9%), o que foi considerado razoável pela presidente do Tribunal. A Carph dará uma resposta na próxima sexta-feira (3/06). Se não aceitar, o dissídio 2011 também irá a julgamento.
Fonte: Sindjornal

Nenhum comentário: