DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

21 de out de 2010

ONU manifesta preocupação com a segurança de profissionais de imprensa

Brasília - O representante da Organização das Nações Unidas (ONU), Frank La Rue, abriu ontem (20) à noite o ciclo de conferências do 3º Congresso Internacional de Agências de Notícias na cidade argentina de Bariloche. Ele afirmou que a liberdade de expressão é uma das colunas mais importantes da democracia. Por isso, segundo La Rue, é preocupante a ação do crime organizado contra jornalistas no Norte do México, onde grupos de narcotraficantes matam repórteres e fotógrafos, além de depredarem instalações das empresas de comunicação que divulgam notícias sobre os criminosos.

No mês passado, o jornal El Diario de Juarez, um dos mais importantes do México, publicou editorial na capa de uma edição, após o assassinato de um de seus fotógrafos, indagando onde buscar justiça para o crime. O editorial pediu aos cartéis da droga que enviassem informações sobre como o jornal deveria fazer sua cobertura para evitar que outros profissionais fossem assassinados: "expliquem-nos o que querem de nós, o que querem que publiquemos ou deixemos de publicar", dizia o editorial.

Frank La Rue informou aos participantes do congresso que na próxima semana apresentará na Assembléia Geral da ONU relatório pormenorizado sobre o Estado de Direito e a liberdade de expressão não apenas no México, mas em todo o mundo. O representante da ONU ressaltou a necessidade de estabelecer uma nova categoria de áreas em conflito, definidas por ele como "zonas de violência intensiva", que estão criando riscos adicionais para o trabalho dos jornalistas que fazem a cobertura nos países em guerra interna ou externa.

O 3º Congresso Internacional de Agências de Notícias, iniciado terça-feira (20) em Buenos Aires, prossegue até amanhã (22) em Bariloche, reunindo 160 presidentes e diretores de 76 agências de notícias dos cinco continentes. A Agência Brasil está representada no Congresso pela presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Tereza Cruvinel, e pela editora executiva Nádia Franco.

Na tarde de hoje (21), Tereza Cruvinel fará conferência sobre o desenvolvimento e a fluidez multimídia nas redações.

Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário: