DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

17 de jun de 2010

MANIFESTO – 1 ANO SEM DIPLOMA


Senhores colegas, professores das faculdades de Comunicação Social, estudantes, sociedade em geral. Hoje, dia 17 de junho, faz 1 ano que o Supremo Tribunal Federal (STF) cassou a obrigatoriedade do diploma para o exercício do jornalismo.

Para além do corporativismo, o Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT) discute esse assunto sob a perspectiva trabalhista, classista e social. São grandes as preocupações. Mais de 200 pessoas já retiraram Registro de Trabalho em Mato Grosso junto à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), com base na decisão do STF. O mercado começa a inchar e o risco de achatamento salarial aumenta.

Preocupa também quais sejam as intenções dos que resolveram exercer uma profissão só porque escancararam a porta de acesso a ela, sem a preocupação com a qualificação, uma profissão de grande influência social, política e econômica, diga-se de passagem.

“Obrigada”, Gilmar Mendes e seus pares que votaram contra a categoria dos jornalistas!

Para marcar a data, o Sindjor-MT fez um ato simbólico na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Passou em salas, para dialogar com aqueles que estão se formando e já já chegam ao mercado tendo que disputar uma colocação com aqueles que não passaram pela academia.

Os universitários foram informados que uma Comissão Especial que analisa a PEC 386/09, do deputado federal Paulo Pimenta, conhecida como PEC dos Jornalistas foi formada, e que a admissibilidade da proposta foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) em novembro do ano passado e que o relator, deputado Hugo Leal, pretende apresentar seu relatório até o final de junho.

As sindicalistas lembraram que a tramitação da PEC não tem prazo para ocorrer, porém que a mobilização é fundamental para agilizar o processo e por isso convocaram os futuros diplomados a juntar-se a luta.

Nenhum comentário: