DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

4 de mar de 2010

Patronato ignora convocação para negociar no Sindjor-MT

As treze empresas de comunicação convocadas pelo Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT), para a primeira rodada de negociação,não compareceram hoje (04/03) a sede do Sindjor, ignorando edital publicado no dia 23 de fevereiro de 2010. A ausência do patronato denota, mais uma vez, o descaso com a categoria

O Grupo Zahran (TVCA e Site) informou que as duas pessoas que poderiam representar a empresa estavam viajando e solicitou nova agenda. A empresa Folha do Estado solicitou alteração de horário de 8h30 para às 14h30, entretanto, também não compareceu.

Empresas convocadas: Grupo Gazeta de Comunicação, Grupo Folha do Estado,Grupo Diário de Cuiabá, Grupo Zahran, TV Cidade Verde (SBT), Jornal Correio Varzeagrandense, Jornal Circuito MT, Site Olhar Direto, Site Mídia News, Site RDNews, Revista RDM, Revista Ótima e Jornal Correio de Mato Grosso.

No mesmo edital o Sindjor-MT convocou para amanhã (05/03) em Rondonópolis, mais quatro empresas: TV Rondon, TV Record, Jornal A Tribuna; Site Primeira Hora.

Luta pelo Piso - A Campanha Salarial 2010 dos jornalistas de Mato Grosso “15 anos sem piso, sem direitos, sem dignidade e agora sem diploma”, foi deflagrada dia 27 de janeiro e a categoria, em Assembleia Geral (AG), decidiu exigir piso de R$ 2.600,00 e reajuste de 20%. Na AG, a categoria autorizou a diretoria do Sindjor-MT a ingressar com dissídio coletivo,caso o patronato não se disponha a dialogar.

Os jornalistas de Mato Grosso estão há 15 anos tentando estabelecer um piso. Em 1995, foi a última vez que a categoria conseguiu consolidar o piso de R$ 1.050,00, que na época valia 10 salários mínimos.

Nenhum comentário: