DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

29 de mar de 2010

É muita safadeza, é muita ladroagem!



Por Ademar Adms, é presidente da ONG Moral e jornalista em Cuiabá

Começo pedindo desculpas aos leitores, pois, este artigo vai ser muito duro. Duro, porque a indignação é demais.

Vivemos num estado de calamidade, com os hospitais lotados, sem leitos, sem UTI, sem médicos para consultas, dentistas em greve, a dengue matando. A violência aumentando, o trânsito caótico, as escolas abandonadas e as ruas cheias de buracos.

Ao mesmo tempo na televisão, nas rádios e nos jornais esse verdadeiro circo de propaganda pública torrando o suado dinheiro do contribuinte. É o prefeito arrotando obras, é o governador vomitando feitos e mais feitos, é a assembléia legislativa, com a mentira de “casa cidadã”, rasgando dinheiro para encobrir os crimes do seu presidente.

A toda essa infâmia o que vemos das autoridades?

O Tribunal Eleitoral com essa falácia de “casa da democracia” cuida mais é de achacar prefeitos tomando e doando cargos a custa de corrupção desbragada, do que de coibir esse tipo de abuso.

O Ministério Público Eleitoral, se não vê que é criminoso o uso do dinheiro público para propaganda eleitoral de Wilson Santos e Blairo Maggi, é porque está cego. E mais, fizeram a canalhice de cassar um prefeito como Diá, mas não cobram do TSE a cassação de quatro deputados pendurados nessa velhacaria chamada de “liminar”.

O Ministério Público Estadual, comandado por este “piá de merda” que vive a bajular o governador, mesmo tendo muitos homens dignos atuando, consegue fazer menos que o Cearazinho do MCCE, responsável maior pela faxina no Tribunal de Justiça.

Quero saber quantos jornais ou bloges têm coragem de publicar este artigo? O fato de viveram da publicidade oficial, não deveria se impedimento para exercitar a propalada liberdade de expressão ou até a estuprada liberdade de imprensa, que usam quando seus interesses são contrariados.

Cansei, meus amigos, desse Blairo Maggi com essa pose de bonachão, fazer o jogo dos poderosos, ocultando safadezas, lavando corruptos e pensando que vai enganar a todos o tempo todo. Esqueceu da recomendação de Ulysses Guimarães aos governantes: “Não roubar, não deixar roubar, botar na cadeia quem roube!”

Cansei de Wilson Santos com seu lero-lero e da mentira de “tempos modernos”. A prefeitura está às moscas! E ele em campanha, grudado com gente como J. Veríssimo e outras tranqueiras. Tchau galinho, vá cantar noutro terreiro!

E por último quero falar desse deputado canalha, Dirceu Dalbosco que é testa de ferro da malandragem da assembléia que quer empurrar à sociedade essa versão safada do projeto do zoneamento agro-ambiental. Usa o espaço desse partido porcaria que é o DEM, para mentir ao povo dizendo que sua versão acolhe o interesse dos matogrossenses.

Todo mundo sabe que o resultado de 20 anos de elaboração do projeto de zoneamento, é o relatório do Alexandre César, que num raro laivo de dignidade, soube acolher aquilo que é o melhor para Mato Grosso.

E aí vem esse pulha do meu nortão fazendo o jogo dos desmatadores, dos assassinos de índios e sem terras, dos grileiros, dos poluidores de rios, dos ladrões do erário, com uma versão safada para desmerecer um trabalho de duas décadas.

Acorda sociedade matogrosssense! Chega de tolerar essa bandidagem que tomou conta da coisa pública! Vamos pras ruas dizer um não a tudo isso!

Nenhum comentário: