DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

1 de fev de 2010

Segunda edição da mostra científica traz trabalhos de todo o Brasil ao CBJA


As cinco regiões do Brasil estão contempladas na segunda edição da Mostra Científica de Jornalismo Ambiental que acontecerá durante o 3º Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental, entre os dias 18 a 20 de março em Cuiabá. Ao todo serão apresentados 20 trabalhos aprovados de acadêmicos de graduação e pós-graduação.



De acordo com a organizadora da Mostra Científica, a jornalista Gisele Neuls, é possível perceber que há um crescente interesse de pesquisadores sobre jornalismo ambiental. “Houve vários pedidos de submissão de artigos fora do prazo, e também para abertura de uma nova etapa de submissão”, explica. “Os trabalhos mostram preocupação com questões teóricas e epistemológicas, o que é muito importante para um campo de pesquisa se consolidar. Clima e Amazônia também apareceram com força entre os trabalhos avaliados”, complementa Neuls.



Para o jornalista Reges Schwaab, doutorando em comunicação pela UFRGS, é notável nesta edição a presença de trabalhos da região amazônica. “A sede desta edição favoreceu geograficamente essa participação. Isso é fundamental para percebermos olhares de quem vê uma das realidades ambientais mais comentadas do país da janela da sua casa, por exemplo”, ressalta.



Para os dois membros da Comissão Científica, os trabalhos que serão apresentados são diversos e abrangem desde relatos de trabalhos aplicados até resultados de pesquisas. E que há um campo muito grande em pesquisa no tema. Nas palavras de Schwaab é necessário “apurar o olhar” para entender melhor o aumento da abordagem ambiental no jornalismo brasileiro. “Alguns trabalhos apontam para isso e renovam a certeza de que a Mostra Científica merece ser mantida, ampliada e incentivada, trazendo ainda mais pesquisadores e jornalistas para a discussão”, finaliza.



A organização do CBJA lançou um edital no ano passado pelo qual foram inscritos 24 trabalhos acadêmicos. Uma comissão científica, formada por 8 professores de comunicação, com mestrado e doutorado avaliaram os trabalhos. Cada projeto foi avaliado por dois membros da comissão e no caso de divergências um terceiro parecerista analisava o trabalho. A relação dos trabalhos acadêmicos e o perfil da comissão científica estão no site do Congresso: www.cbja2010.org.br .



Siga-nos no twitter: http://twitter.com/cbja2010



Nenhum comentário: