DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

29 de jan de 2010

CAMPANHA SALARIAL 2010: Jornalistas de MT querem piso de R$ 2.600 e 20% de reajuste


Jornalistas de Mato Grosso decidiram na última quarta-feira (27), em Assembléia Geral, que vão reivindicar na Campanha Salarial 2010 piso de R$ 2.600, além de reajuste linear de 20%.


Após 15 anos sem piso, a categoria entende que este é o valor justo, já que, nesse período, os jornalistas perderam em poder de compra oito salários mínimos.


O slogan da campanha, aprovado em Assembléia Geral, é "CAMPANHA SALARIAL 2010: 15 anos sem piso, sem direitos, sem dignidade e agora sem diploma!"


A atual diretoria, após dois anos tentando negociar com os empresários das comunicações, vai novamente chamar o patronato para o debate, mas, se não houver avanço, antes da data base, que é 1º de maio, a situação será levada para a Justiça. Na AG, a diretoria informou sobre a troca de assessoria jurídica, como forma de dar novo ânimo a esse caminho de luta.


"A justiça pode e deve intervir quando o diálogo não avança", afirma o advogado Marcos Dantas, um dos melhores na área trabalhista. Ele acompanhou toda a Assembéia Geral, discutindo ponto a ponto a pauta de reivindicações, que, além das cláusulas econômicas, trata também das cláusulas sociais. Entre elas a questão do assédio moral e o trabalho noturno, além das preocupações com a autoria do trabalho jornalístico e a garantia da ética no exercício da profissão.


A presidente do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT), Keka Werneck, convoca a categoria para as reuniões às segundas-feiras, às 19h, na sede do Sindicato, onde são discutidos os problemas e soluções para melhorar a rotina do jornalista em Mato Grosso. "São reuniões abertas e a presença é fundamental para nos fortalecermos enquanto classe. Quanto mais participarmos, mais forte será o Sindicato".


Mais informações: (65) 3025-4723 ou (65) 9922-9445.

2 comentários:

Denys Borguête disse...

Parabenizo a atuação forte do Sindicato no estado de MT. Sou jornalista recém formado em SP e acredito que nós, como fonte de movimentos informativos - que são, na realidade, a engrenagem do mundo - temos não só o direito, mas o PODER de reclamar por um salário mais justo. Vereadores, prefeitos, deputados, senadores, ganham 20 vezes mais pra não fazer quase nada. E nós, jornalistas, ganhando um salário medíocre? Podem contar comigo nessa campanha. Como posso colaborar?

Anônimo disse...

Denys, seja bem-vindo à luta. Reuniões no Sindjor-MT às segundas-feiras, às 19. Participe. Mais informações: 9922-9445.