DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

8 de out de 2009

HASTA SIEMPRE, CHE!


CHE GUEVARA - 14/JUN/1928 - 09/OUT/1967

OUÇA:


http://www.youtube.com/watch?v=CwTBCvb_4zo


http://www.youtube.com/watch?v=po09lcDxXIA



América Latina recorda Che Guevara nos 42 anos de sua morte

Fonte: Porta Vermelho



Nesta sexta-feira (09), diversos países latino-americanos homenageiam o
histórico guerrilheiro Ernesto Che Guevara, pelos 42 anos de sua morte. Nascido
em Rosário, Argentina, em 14 de junho de 1928, Che saiu de seu país para lutar
pela justiça social e pelos mais carentes. Morreu no dia 9 de outubro de 1967,
executado pelo exército boliviano, que estava a serviço de uma ditadura
obediente à CIA.



Em 26 de setembro de 1967, o exército emboscou as tropas revolucionárias comandadas por Che, perto do povoado de La Higuera. Houve um enfrentamento no qual vários guerrilheiros tombaram em combate. Guevara ficou ferido em uma perna.

Em 8 de outubro do mesmo ano, o capturaram junto a dois combatentes e os levaram à escola do povoado de Higuera, onde, um dia mais tarde, seriam executados por ordens do agente da CIA, Félix Rodrigues. Uma multidão é esperada hoje em marcha até o povoado boliviano, cmomo forma de enaltecer a figura de Che. Entre os participantes, estarão os delegados do V Encontro Social Alternativo 2009, que lerão o documento produzido no encontro mundial. O texto será entregue ao presidente Evo Morales, para que o divulgue entre outros estadistas.

Na última quarta-feira, centenas de nicaraguenses já teceram homenagens a Che, advogando por multiplicar a solidariedade com a causa dos cinco cubanos aniteterroristas, presos injustamente nos Estados Unidos.

Nesta sexta-feira (09), diversos países latino-americanos homenageiam o histórico guerrilheiro Ernesto Che Guevara, pelos 42 anos de sua morte. Nascido em Rosário, Argentina, em 14 de junho de 1928, Che saiu de seu país para lutar pela justiça social e pelos mais carentes. Morreu no dia 9 de outubro de 1967, executado pelo exército boliviano, que estava a serviço de uma ditadura obediente à CIA.

Nos 39 anos de sua vida, Guevara percorreu vários países da América do Sul comandando grupos guerrilheiros e divulgando suas ideias políticas. Quase 42 anos depois de sua morte, a figura de Che segue forte entre as pessoas que lutam contra o imperialismo.

Em Cuba, o músico Manu Chao realizará, junto com o cubano Kelvis Ochoa, dois shows no país. Na sexta (9) - dia da morte do guerrilheiro - a apresentação ocorrerá na escadaria da Universidade de La Habana. Já na segunda-feira (12), Chao cantará, com o grupo cubano Trovuntivitis, no Estado Sandino da cidade central de Santa Clara.

Na ocasião de suas apresentações, Jacel Wozniak, autor dos desenhos dos discos do músico, unirá a pintores cubanos para fazer um mural em homenagem ao revolucionário.

No Brasil, para recordar Che e debater sobre a situação de resistência na América Latina nos dias de hoje, o Centro Cultural Antônio Carlos Carvalho, no Rio de Janeiro, realiza, nesta quinta (08), às 18h30, um debate sobre "O pensamento revolucionário de Che e a resistência na América Latina hoje". Ademais, exibirá o documentário "Uma foto percorre o mundo", de Pedro Chaskel.

Quase 42 anos depois de sua morte, a figura de Che segue forte entre as pessoas
que lutam contra o imperialismo.


O 42º aniversario de queda de Che Guevara em combate será celebrado, no México, com um ato político. O evento ocorrerá às 18h no Clube de Jornalistas (Filomeno Mata, 8), com a participação de Dulce Maria Buergo, chefe da Chancelaria da Emabaixada de Cuba; Eloísa Lagonel, Ministra Conselheira da Embaixada de Venezuela; e Jesus Escamilla, do Movimento Mexicano de Solidariedade com Cuba.

Já no Uruguai, as atividades ocorrerão durante todo o mês de outubro. As ações começaram no sábado passado (3), com um debate internacional sobre o "guevarismo". Hoje, serrá realizada uma marcha da esplanada da Universidade até a Embaixada estadunidense.

Na sexta-feira (9), ocorrerá, às 9h, um ato na Plaza Raúl Sendica. As atividades terminarão no dia 17 de outubro, na Faculdade de Humanidade, com um "debate sobre a vigência do legado guevarista".

Com agências

Um comentário:

Rodrigo disse...

Olá,

Estive vendo algumas coisas no seu blog e tenho uma proposta de publicidade. Estaria interessado em receber 50 euros por mês por inserir os pequenos links dos nossos anunciantes? São 50 euros mensais por cada blog que for cadastrado, tendo também a possibilidade de acrescentar este dinheiro adicionando blogs ao nosso sistema de anunciantes. Estes links não atrasam o acesso ao seu site -links de pequenas empresas, nada estranho. Tire a suas dúvidas neste email/msn:

rodrigodinheirodasilva@gmail.com

Estou aguardando uma resposta,


Rodrigo
http://blogsdegrana.blogspot.com/
http://infracuatro.com/


pd. legal a homenagem... sou argentino, moro em sampa. fiquei sabendo que era o aniversário da morte dele pela radio cultura.