DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

1 de jun de 2009

Camionete da TV Centro América capota rumo a Araguainha

1/6/2009
Veículo foi removido do local por volta de 16h00. Não há sinalização na extensão da rodovia de terra.

A camionete S10, placas KAG 1541, de Cuiabá, da TV Centro América - afiliada da Rede Globo em Mato Grosso - capotou por volta de 8h00 da manhã de domingo na Rodovia MT 100, não asfaltada, que liga Alto Araguaia a Araguainha. Estavam no veículo uma repórter e o cinegrafista - o qual dirigia o veículo. Eles não se feriram.

O local do acidente é conhecido como Curva da Cascalheira e somente na última semana outros dois acidentes ocorrem no local.

A remoção da camionete aconteceu por volta de 16h00 por um caminhão guincho vindo de Jatai (a 225 km).

Boa parte da extensão da MT 100 recebeu patrolamento e encascalhamento durante os últimos dias por máquinas do consórcio regional das prefeituras. O local onde aconteceu o acidente não é sinalizado, assim como toda a extensão da rodovia de terra, que tem diversas serras formadas pelo Domo de Araguainha.

Um fazendeiro que chegou logo após ao local - e que não quis se identificar - reclamou que nem mesmo nos locais de pontes exite ponte de sinalização. Onde a camionete tombou é muito perigoso, pois quem vem no sentido Alto Araguaia/Araguainha é pego de surpresa na descida que "joga" do veículo para à direita para fora da estrada.

A equipe ia cobrir as eleições em Araguainha e acabou retornando.

Alberto Romeu/plantaonews - http://www.plantaonews.com.br/noticia.asp?id=8840

Um comentário:

Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso disse...

Felizmente foi só um susto. Mas poderia ser uma tragédia e mesmo assim, com mais esse acidente, a empresa insiste em querer que repórteres dirijam carro da emissora. Repórter cinematográfico não é motorista profissional, ou ao menos não costuma ser, além de ser ‘obrigado’ a arriscar a própria vida tem que arrisca a vida de um colega, isso é um absurdo.


Alcione