DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

13 de mai de 2009

Murilo Domingos amordaça jornalistas de Várzea Grande

* Do VG Notícias

Prefeito licenciado de Várzea Grande, Murilo Domingos (PR), quer calar a imprensa para que não sejam divulgados os desmandos que acontecem na prefeitura.

Murilo Domingos ingressou na Justiça contra o site VG Notícias e contra a jornalista Edina Araújo, DRT 908/83, para proibir que sejam publicadas as matérias verídicas e embasadas em documentos públicos, disponíveis no Tribunal de Contas do Estado (TCE), Ministério Público Estadual (MPE) e na 1ª Vara Especializada de Fazenda Pública de Várzea Grande, sobre os processos que tramitam contra ele na Justiça.

O processo 465/2006, tramita na 1ª Vara Especializada de Fazenda Pública de Várzea Grande, sob o comando do juiz, José Luiz Lindote. A ação foi proposta pelo promotor titular da 6ª Promotoria Pública do município, Carlos Eduardo Silva – onde é acusado ele (Murilo) em suposto esquema em licitação, seu irmão, ex-secretário de Fazenda, Toninho Domingos, e a contadora e ex-auditora da Casa Domingos, Sirlene Fagundes de Freitas.

A fraude envolve a prefeitura de Várzea Grande, a empresa de “fachada” João Só, Comercial e Distribuidora de Alimentos Ltda, para beneficiar a Casa Domingos, empresa dos irmãos Domingos. Além disso, a prefeitura é apontada também pelos auditores do Tribunal de Contas do Estado (TCE) por direcionamento de licitação, conforme consta no relatório do (TCE), para favorecer a empresa Gemini Projetos, incorporações e Construções Ltda, do ex-prefeito de Cuiabá, Anildo de Lima Barros (DEM). Clique aqui. http://www.vgnoticias.com.br/noticia.php?codigo=4703.

Em depoimento, Toninho acabou confessando que a Casa Domingos era principal fornecedora de alimentos à prefeitura por meio de empresas de “fachada”. Confira. http://www.vgnoticias.com.br/noticia. php?codigo=5003

Todas as matérias veiculadas pelo site www.vgnoticias.com.br, foram baseadas em documentos públicos que podem ser conferidos na 1ª Vara Especializada em Fazenda Pública, de Várzea Grande, ou ainda no Tribunal de Justiça (TJ/MT) onde tramita uma ação criminal ainda sobre o esquema da empresa de “fachada” João Só, proposta pelo procurador de Justiça, Waldemar Rodrigues, no dia 07 de abril deste ano. Ações estas que não tramitam em segredo de justiça, portanto, a sociedade tem direito a informação.

Outra participação duvidosa diz respeito à empresa Redefrig, Comércio Produtos Frigoríficados Ltda, que tem como um dos sócios, Silvio Antonio da Silva Júnior – irmão do secretário de Administração de Várzea Grande, Faustino Antônio da Silva Neto.

Clique aqui. http://www.vgnoticias.com.br/noticia.php?codigo=4931

E por último, a matéria baseada em documentos oficial da prefeitura, e inclusive alvo de investigação por parte do Ministério Público, por pagar mais de R$ 73,5 mil para servidores “a disposição” com ônus para o município. Confira o link http://www.vgnoticias.com.br/noticia.php?codigo=4960

Ligação Escusa - O juiz que concedeu à liminar calando a imprensa de Várzea Grande, em benefício do prefeito Murilo Domingos, é o titular da segunda Vara Cível do município, Marcos José Martins de Siqueira, que pessoalmente, solicitou ao prefeito, um CARGO a sua esposa Rosane Lorenzi, admitida em 01/06/2006, no Fundo de Previdência Social dos servidores de Várzea Grande (Previvag).

Marcos Siqueira é responsável ainda por calar por meio da justiça, o site Caldeirão Político, do jornalista Cícero Henrique, também de Várzea Grande.

Mesmo com a recente queda da lei de imprensa, o prefeito Murilo Domingos e o juiz Marcos José Martins de Siqueira, esposo da procuradora judicial comissionada da Previvag, Rosane Lorenzi, agem contra a liberdade de imprensa, da forma mais sórdida possível, privando a população várzea-grandense de ter acesso à informação, “Cala Boca Jornalista” ainda no tempo da repressão, da ditadura militar.

E para que não seja descoberta a “farra” com o dinheiro público, amordaça a imprensa que faz seu papel com responsabilidade.

Murilo Domingos deveria também, aproveitar o estreito laço que mantém com o juiz Marcos Siqueira e ingressar contra o Ministério Público - que vem fazendo seu papel com dignidade. Não basta calar a voz dos jornalistas. As ações vão continuar tramitando na Justiça, mesmo que apareça no caminho outros Marcos José Martins Siqueira – a exemplo do esposo da Rosane Lorenzi.

POSIÇÃO DA DIRETORIA DO SINDJOR-MT

O Sindjor-MT é contra a censura e defende um dos pilares do jornalismo, que é a denúncia de irregularidades no setor público. As matérias publicadas, nesse caso, têm base em processo judicial. O Sindicato abre espaço para que a jornalista Edina Araújo, embora esteja na posição patronal no momento, assine a notificação oficial na sede da entidade que a representa.

2 comentários:

Anônimo disse...

O que justifica a jornalista Edna Araujo, utilizar o titulo chamativo de "Murilo Domingos amordaca jornalistas de Varzea Grande", se isso nao e verdade, tanto que pouco interessa a decisao judicial, ela continua propagando aos quatro cantos do País a materia do jeito que bem entende, realmente Mato Grosso é uma terra sem lei, para que decisao judicial ? se nao precisamos cumprir. Se nao bastasse isso agora defere alguns comentarios pejorativos em relacao ao Magistrado que concedeu a liminar (nao cumprida pela jornalista), e contra a sua esposa. O Sindicato tambem precisa se resguardar, quanto a defesa de profissionais utilizando-se dos meios possiveis para atacar o seu ex-patrao, que a nomeou em cargo de confianca. É no minimo antiético a postura, ja que foi exonerada em novembro de 2008, e ate hoje nao aceitou. Juntando os problemas de exoneracao do seu marido, que trabalhada no Gabinete do Dr. Jorge (Juiz Criminal) em Várzea Grande, por ser parente (nepotismo), problemas de saude da filha e processo criminal que o seu filho responde junto a vara criminal de Varzea Grande, podemos observar claramente que se trata de problemas pessoais e psicologicos, como frustracao, de ter sido desligada do quadro do Prefeito Murilo.

Anônimo disse...

Nossa, com que lisura pode falar a jornalista Edna araujo, com tanto escandalo que a cerca. Seria bom tambem publicar na integra o processo de estelionato de seu filho, vamos ficar de olho para ver se vai se utilizar do parentesco com o Dr. Jorge Tadeu para absolve-lo. Importante tambem seria revelar que outros dois ex-secretarios municipais estao colaborando com as seus ataques pessoais, que sao - Dr. Roque (ex-Procurador de Varzea Grande) e Garcez Toledo Pizza (ex-Secretario de Governo, exonerados em 31 de dezembro por favorecimento, aqueles que estava saqueando a Prefeitura, comprando creditos prescritos e empenhando, algo basico (6 milhões de reais), Garcez tambem é o dono da Inter-Compras que agiotava dentro da Prefeitura, atraves do seu filho Jonan. É importante esclarecer que os tres foram exonerados pelo Prefeito Murilo, e agora querem chantageá-lo. LUGAR DE BANDIDO É NA CADEIA.
Ah, mas agora surgiu tambem o Dr. Faisnada, quer dizer Faiad, que com a sua demagogia e interesse politico, fica o dia inteiro procurando cameras para aparecer, nem que seja para protestar pelo uso de crachas. Ora, ora, Senhor, vamos defender a categoria, ao inves de ficar fazendo julgamento de Magistrado, tenha capacidade e faça concurso e seja julgador, porque aí sim poderá julgar. Mas enquanto advogado, e principalmente Presidente da OAB/MT, defenda o trabalho digno dos advogados, deixando de criticar AUTORES que ingressam com processos judiciais, este é o nosso trabalho, defender as causas de nossos clientes, quando se sentem injustiçados. Aos procuradores que se sentiram vitimas da materia, quer por uso indevido da imagem, por calunia ou difamacao, o meu recado - representem a jornalista no Sindicato dos Jornalistas, bem como ingressem com pedido de indenização civel e com processo criminal. E um esclarecimento para os colegas advogados - os Advogados de outros estados podem atuar em processos administrativos normalmente, uma vez que se submeteram ao exame da OAB, estão habilitados para trabalhar, e podem atuar em até 05 (cinco) processos por ano fora do estado de origem. NOSSA CATEGORIA TEM QUE SER UNIDA E NÃO ACEITAR QUE O PRÓPRIO PRESIDENTE DA SECCIONAL DA OAB DISPARE CONTRA ADVOGADOS SEM ANTES OUVI-LOS. ONDE ESTA A DEMOCRACIA ? ATÉ BANDIDO QUE É PRESO EM FLAGRANTE TEM QUE SER OUVIDO, E TER O DEVIDO PROCESSO LEGAL PARA DEPOIS SER CONDENADO.

Aos Jornalistas que acessam esta página: A opiniao aqui emitida é unica e exclusivamente quanto a atitude de apenas uma profissional do jornalismo, e não reflete aos demais profissionais, que trabalharm de forma honrada, digna, que não se utilizam de interesses pessoais para atingir alguem ou alguns, como vingança pessoal, e vão patrolando todos que encontram pela frente. PARABENS PELO TRABALHO DA IMPRENSA.