DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

18 de dez de 2008

Sindjor descerra placa marcando local da construção de sede no CPA

Por Sílvia Devaux, com fotografias de Marcos Vergueiro/Secom-MT

O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor/MT) descerrou, na manhã desta quinta-feira (18.12), a placa marcando o local das futuras instalações da sua sede no Centro Político Administrativo. O terreno, de 1.024 metros quadrados, foi concedido pelo Governo do Estado, no início do ano, à entidade por 50 anos, prorrogáveis por mais 50. Agora a Diretoria do Sindjor começa as conversas com os arquitetos e engenheiros para elaboração do projeto da obra de construção.

A presidente do Sindjor, Keka Werneck, contou que “por duas outras tentativas o Sindicato lutou para conseguir o terreno, e erguer uma sede para categoria exercer o direito de se organizar e lutar pelos seus direitos trabalhistas e por outras questões”. Keka adiantou que a Diretoria pensa num projeto ecologicamente correto, com uso sustentável de energia solar e captação das águas de chuva.

A princípio, a
obra da sede contará com a construção de um mini-auditório para as reuniões, Sala de Imprensa para o suporte de jornalistas que cobrem o Centro Político, Biblioteca com espaço inclusive para exposições e salas do Administrativo. Segundo o secretário de Estado de Comunicação, José Carlos Dias, foi escolhido um terreno com boa visibilidade no CPA, próximo à Defensoria Pública, ao Ministério Público Estadual e à Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB/MT).

José Carlos Dias lembrou que a sede significa vida nova ao Sindicato, vida nova ao jornalismo. Ele disse ainda que o governo de Mato Grosso respeita a categoria de jornalistas, por isso após conversa com a Diretoria do Sindjor entendeu a situação e concedeu o terreno para a obra. Dessa forma, acrescentou o secretário, contribui com a discussão das Políticas de Informação. “Um lugar para se reunir e prestar um bom trabalho à sociedade”, completou.

O Sindjor conseguiu a assinatura de 21 deputados estaduais que se comprometeram a destinar R$ 20 mil, cada um, de emendas parlamentares para ajudar na obra. O secretário de Imprensa da Assembléia Legislativa, Osmar Carvalho, representando os parlamentares, falou que os deputados se envolveram de imediato por entender a importância da sede. Com o documento assinado pelos parlamentares em mãos, a presidente do Sindicato dos Jornalistas reforçou que o apoio não compromete o trabalho e a imparcialidade de atuação da entidade.

O jornalismo tem representação de classe desde 1972, mas ainda conta com um orçamento mensal de apenas R$ 3 mil. Segundo Keka, o que é difícil melhorar, porque hoje a maioria dos profissionais está com salário atrasado ou defasagem salarial. A secretária Geral e tesoureira em exercício do Sindjor, Márcia Raquel de Oliveira, a previsão é que a sede esteja pronta até final de 2009.

A placa foi confeccionada pela jornalista e artista plástica de Mato Grosso, Vitória Basaia.

Ouça a matéria e veja mais fotos em http://www.secom.mt.gov.br/

3 comentários:

Homero disse...

Parabéns pela conquista e união não só na construção da obra,como no fortalecimento da entidade.
Homero Sergio
Editor do www.querenciahoje.wordpress.com
Querência - Xingu - MT

Sindjor-MT disse...

Nivaldo Queiróz - Sei o quanto é deficil uma conquista de uma categoria, passei mais de 25 anos da minha vida lutanto por conquistas e direitos de trabalhadores na condição de sindicalista. Hoje estou trabalhando para divulgar a notícia e esta notícia é muito importante para a categoria dos Jornalistas de Mato Grosso da qual eu faço parte como sindicalizado do SINDJOR-MT. Parabéns mais uma vez a Diretoria e todos que participaram deste fato histórico.
A Diretoria do Sindor agora pode dizer em breve teremos nossa sede.
A vida é muito breve por isso é preciso e necessário fazer sim parcerias responsáveis e sem perder o foto da luta e isso foi feito. Não tenho dúvidas.

Sindjor-MT disse...

Nivaldo Queiróz - Errata no comentário ao final onde le-se foto da luta leia-se foco da luta.