DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

1 de dez de 2008

REDAÇÃO EMOCIONA!

No último sábado, 29, a Gincana do Saber, promovida pelo movimento Favelativa, em parceria com o Sindjor-MT (Movimento Jornalistas na Favela) e o movimento Panamby (de estudantes da UFMT), após uma manhã inteira de muita animação, terminou com o resultado do concurso de redação.
CARRINHO DO SABER É UMA INICIATIVA - SIMPLES E CRIATIVA - DO FAVELATIVA, consiste apenas em levar livros de casa em casa, para as crianças e adultos do bairro lerem e depois devolverem, para que outros também possam ler.
O Sindjor participou da iniciativa, que envolveu três escolas no bairro Jardim Vitória, oferecendo oficinas de texto. As jornalistas Neusa Baptista, autora do livro Calebo Ruim, e a jornalista Keka Werneck, presidente do Sindicato, além do estudante de filosofia da UFMT, João Pedi Feijão, orientaram as crianças, para que pudessem escrever a própria história. O redação campeã surpreende pela criatividade. E pela triste narrativa. É linda, uma lição.


LEIA


Cuiabá, 24/11/2008

Nome: Érica Souza Sampaio

EMEB Dejany Ribeiro Campos

6º Ano "B" – Idade 15 anos


A Minha Estória


Quando eu era pequena sempre tive um sonho é o meu sonho era terminar o meu estudo mais, um dia tudo isso foi destruído quando o meu pai separou da minha mãe e nós escolhemos morar com a minha mãe, eu e meu irmão, mais nós sofremos muito, nós não tínhamos o que comer, nós passamos tanta fome que eu não desejaria para ninguém, e quando eu pensei que a minha vida ia melhorar e o meu sonho se realizar a minha mãe sumiu e nós não sabíamos o que fazer, eu e meu irmão só chorávamos. E o meu sonho de algum dia ser uma bióloga tinha sido destruído mais uma vez, quando a minha avó e meu avô resolveu pegar eu e meu irmão pra criar eu estava com 11 anos de idade e o meu irmão com 13 anos e os meus sonhos voltaram, mas eu tinha vergonha de estudar porque eu era a única com 12 anos na 2º série, mais eu pensei nunca é tarde para estudar o mais importante é estudar. Não importa a idade, mais sim conquistar o seu sonho e o meu sonho é de um dia terminar o meu estudo não me importo se é com 20 ou 30 anos mais desfrutar o que a vida pode me dr da inteligência para vencer, não me importo se eu perder o computador o mais importante é que vocês me deu a oportunidade de participar deste concurso mais que vocês me deu uma oportunidade de escrever minha estória, minha estória é tão triste que eu so resumi a minha estória. Porque nem um caderno caberia o que eu tenho pra falar muitas alegrias e muitas tristezas que daria de eu escrever um livro o nome do meu livro seria a procura de minha mãe, eu não posso escrever um livro eu escrevo num simples caderno que eu guardo escondido e que eu fiz um juramento que quando eu encontrar minha mãe, irei mostrar para ela, eu só sei que ela esta na Espanha fazendo que eu não sei porque ela não vem me ver eu não sei são tantas perguntas, mais não sei as respostas, eu tenho dentro do meu coração porque que ela me abandonou queria saber mais vou descobrir em breve.


FIM


Vencedores Gincana do Saber

1º Lugar Érica Souza Sampaio - Dejani Ribeiro

2º Lugar Mateus Augusto - Fundação Bradesco

3º Lugar Andreza da Silva - Senhorinha Alves

4º Lugar Pamela Souza - Fundação Bradesco

5º Lugar Fernanda Souza Almeida - Fundação Bradesco

Um comentário:

Anônimo disse...

Seria muito bom que essa redação fosse divulgada em algumas escolas elitizadas (do Brasil e porque não dizer do mundo todo) onde estudam muitos "adolescentes sem noção" do que eles tem à nível de acesso e, que olham apenas para o seu umbigo (algumas vezes com um pircing de ouro, ou outro metal nobre) para que se situassem e enxergassem um mundo que existe de uma realidade nua e crua que está longe da redoma em que eles vivem. Parabéns pela iniciativa que com certeza incentivará muitos jovens à serem adultos responsáveis e, não alienados socialmente. Um abraço prá você Keka Verneck e demais membros da equipe.