DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

12 de ago de 2008

STF ameaça cassar obrigatoriedade do diploma de jornalistas


Atenção jornalistas, professores e estudantes !!!

Já coloquem na agenda de vocês. Não só para comparecerem, como também para cobrirem na medida do possível. E repliquem esta convocação.


ESSA LUTA É NOSSA!


Em MT vamos enterrar o ministro Gilmar Mendes, que já se manifestou traidor da categoria

Jornalistas de Mato Grosso vão protestar, em praça pública, contra o Supremo Tribunal Federal (STF), que ameaça cassar a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão.

Todos os jornalistas e estudantes de jornalismo estão sendo convocados a comparecerem ao ato, sexta-feira, dia 15.

O protesto começará às 9 horas e terminará às 15h, na praça Alencastro, Centro de Cuiabá (MT).

Este ato é uma clara pressão da categoria, que está num levante em todo o país, contra o posicionamento de juristas e do próprio ministro Gilmar Mendes, que já se manifestou favorável à abertura da profissão. Porém, nenhum deles cogita por exemplo cassar o diploma para advogar.

Então por que querem cassar o diploma de jornalista?

Mendes é de Mato Grosso e por isso os jornalistas daqui vão enterrá-lo, simbolicamente, na tentativa de sensibilizar a opinião pública para o mesmo que o ministro e seu grupo tenta fazer com a nossa profissão: enterrá-la.

Há o entendimento de que qualquer pessoa possa ser jornalista. Se é assim, o que será feito dos 300 cursos de jornalismo espalhados pelo Brasil? Vão fechar? Por isso, no país toda essa luta tem sido encampada por professores de jornalismo e estudantes, também convocados para o ato.

A semana de protestos é uma luta conjunta entre a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e os sindicatos.

O slogan utilizado na campanha pelo diploma é também um aviso: "Não terás profissão alguma".

O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT), além de ter providenciado som, para que haja falatórios na praça Alencastro, também mandou fazer faixas por meio das quais possa se comunicar com o povo. Haverá uma barraca montada durante o ato na praça.

No ato, já estão confirmadas as presenças de representantes do Sintep, MST e OAB. Serão feitos contatos ainda com outras entidades, sindicatos e a CUT.

A intenção dos jornalistas, de cada um dos jornalistas, é chamar mais gente para o ato. Pessoas que acreditem que a Educação faz diferença na formação profissional.

Se qualquer pessoa pode ser jornalista, seria para fazer qualquer desmando? Essa é uma reflexão necessária.

Por um jornalismo ético, responsável cidadão e que reflita os anseios do povo brasileiro.

Informações: 9922-9445, 99825871 e 3025-4723

Nenhum comentário: