DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

16 de jun de 2008

ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA 14 DE JUNHO DE 2008



SINDICATO DOS JORNALISTAS DE MATO GROSSO - Sindjor
Filiado à Fenaj – Federação Nacional dos Jornalistas e à CUT
Gestão “Não Abandone o Gilmar”
Rua Presidente Marques, 1532, Santa Helena-Cuiabá-MT- 78.005.000
sindjormt@hotmail.com – (65) 3025-4723 - sindicatodosjornalistasmt.blogspot.com.br




ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA 14 DE JUNHO DE 2008
Aos quatorze dias do mês de junho do ano de dois mil e oito, reuniram-se na sede do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso – Sindjor-MT – para reunião ordinária da gestão 2007/2010 os seguintes membros da diretoria do sindicato: Keka Werneck (presidente), Márcia Raquel (tesoureira em exercício), Alcione dos Anjos (secretária-geral em exercício), Adriana Nascimento, Laura Lucena e a repórter fotográfica, Mary Juruna entre outros jornalistas. A reunião foi convocada às 14h00 na sede do Sindjor, tendo como pauta principal Campanha Salarial 2008 - “PRA TIRAR O ATRASO”- avaliação da última rodada de negociação e próximos passos, Festa Julina (Para melhor arrecadação do Sindjor) e lançamento de campanhas. Informes – 1- Keka falou sobre a participação do Sindjor na marcha do MST, disse que foi emocionante, além dela participaram a Dafne e a Mary Juruna. 2- Adriana informou que ela e o André foram a Tocantins participar do Intercom, eles conversaram com presidente do Sindicato de Jornalismo de Alagoas, Carlos, estado com maior piso do Brasil (R$ 1.800,00). Trocaram informações sobre a situação de todos os estados e realizaram 1ª Assembléia de Ecomunicadores do Mato (MT e MS), aprovando estatuto para a elaboração do Prêmio de Jornalismo Poeta Manoel de Barros, que deve ser lançamento em outubro de 2008, durante o pré-congresso jornalismo ambiental. 3- Adriana lembrou do Dia do Meio Ambiente, e disse que está pensando cartilha sobre consumo consciente. 4 – Márcia passou informes da Ana Karla que justificou a falta na reunião: nervo ciático inflamado. 5 - Festa Julina: Ana Karla fez os ofícios a empresas e órgãos sobre parceira para a festa, ela disse que conversou com o Big Lar e Goiabeiras, já encaminhou por e-mail os ofícios a pedido deles e os demais serão encaminhados essa semana. 6- A Ana participou da reunião no MPT, o Sindjor participa da organização do Prêmio Para Erradicação do Trabalho Escravo: nome já escolhido: Dom Pedro Casaldáliga, já está pronto o regulamento. É concurso nacional, mas com matérias referentes a Mato Grosso concorrem cinco categorias (Revista, Jornal Impresso, Tele, Site e Rádio), só pode participar quem tem DRT, por orientação da Fenaj. O valor do prêmio é de R$ 40 mil para todas as categorias, exceto site (R$ 20 mil), o segundo lugar receberá um Notbook, segundo a Ana já houve reunião com Fenaj e ficou definido que a federação e os sindicatos para ajudar na divulgação nacional, o promotor Rafael vai ajudar na divulgação aqui no Estado, o Sindjor também contribuirá para a divulgação, em fevereiro encerram-se as inscrições e em março irá ocorrer a premiação, serão sete jurados - cinco de fora (dois indicação Fenaj) e dois de MT - indicados pelo MPT. O sindicato defende que quem defina isso seja a comissão organizadora. 7- Márcia colocou no blog do Sindjor o banner do 1º Prêmio Unic-Sindjor, sobre ensino superior. 8 - Disse que na última quinta-feira (05) era haver o encontro do Fórum pela Democratização dos meios de comunicação, disse que tentou mobilizara a categoria, mandou mensagem para celulares e e-maisl, mas só Robertinho, a própria Márcia e uma estudante participaram do Encontro. 9- Keka propôs que o assunto fosse para pauta e sugeriu nova pauta: sobre baixar taxas de energia elétrica. As sugestões foram acatadas. 10- Márcia disse que na próxima quinta-feira (19), às 19 horas, mesmo horário, o Fórum se reunirá para fazer a explanação proposta pelo Robertinho e dar inicio ao Grupo de Estudos. 11- Keka sugeriu que entrar na pauta: Mobilização. Que foi acatada. 12- Humberto – informou que conseguiu duas passagens aéreas para o Sindicato mandar delegados para o Congresso Nacional, e a outra informação é que a Abrajet conseguiu recursos com o Ministério do Turismo (R$ 50 mil) para fazer alguma ação junto com o Sindicato para o turismo de MT, há se pensar. 13- A Márcia se predispôs a ajudar na organização do evento. 14- Keka lembrou que o arquivo de fotos do Sindjor está desorganizado, a Dafne disse que se responsabiliza pela organização. Entrando na Pauta 1- Interior - Alcione lembrou do e-mail da Daniela Melhorança (Sinop) lamentando o resultado da negociação do piso no MPT, Keka voltou a dizer que não saímos fracassados, mas sim vitoriosos, pois o resultado independe apenas do Sindjor. Alcione se posicionou dizendo que o fracasso foi da negociação no MPT e não da luta, que ainda temos que garantir a mobilização para conseguirmos de fato uma vitória durante o dissídio. 2- Keka disse que o interior deve ser novamente visitados assim que terminarmos a campanha salarial, lembrou que devemos ir a Rondonópolis, Cáceres, Barra do Garças e Sinop. 3 – Disse que ainda há camisetas no interior, pediu para que o Sindjor peça que remetam novamente a Cuiabá para vendermos e ajudar na arrecadação. 4- a situação dos sindicalizados em Rondonópolis foi lembrada hoje eles se reúnem em vários lugares, mas para ter um local fixo para essas reuniões o caminho já está bem adiantado, uma colega jornalista deve ceder uma sala para esses encontros. 5- A Márcia disse que o Roberto (Roo) perguntou se a arrecadação de Rondonópolis pode ficar por lá, a Márcia disse que normalmente 10% apenas vêm para o Sindjor e o restante fica por lá, mas lembrou que conversando como ex-presidente Jonas, ele disse que para repassar esses valores há expectativa de pode diluir a percentagem em cima do número de sindicalizados, quanto maior for o número de sindicalizados menor ficaria a percentagem repassada. A Márcia disse que precisamos estudar essas regras. 6- Laura disse que começa a trabalhar esta semana em Chapada, como agora não tem obrigação de ‘bater ponto’ ficará mais livre para viagens e participação no Sindjor. 7- Keka disse a ela para começar a pensar em uma sede ou grupo de jornalista em Chapada ou sede campestre do Sindicato. 8- Alcione lembrou que vai começar o festival de Inverno em Chapada e que no ano passado foi muito em cima da hora a participação do Sindjor lá, e questionou se esse ano não dá para pensar antecipadamente e fazer algo mais organizado. 8- A Laura ficou de ver a participação do Sindjor no festival, apesar da programação oficial já está fechada. 9 - A Keka lembrou da possibilidade de programação paralela. 10- Formou-se comissão: Keka, Dafne e Laura para pensar na programação no festival do Sindjor; a princípio com participação de coral, apresentação de algum filme e o Grupo Timbanaré (data do festival 28 de junho a 06 de julho). 11- A Márcia lembrou que se essa comissão fechou com a organização do festival e outra comissão precisa ser formada para se responsabilizar pela organização da Festa Julina. Ficou defina a nova comissão: Alcione, Márcia e Ana Karla, depois a Dafne entrou, pois surgiu a possibilidade de parceira com o Centro Acadêmico de Comunicação Social da UFMT para fazer a festa. Pauta 2- Campanha Salarial – 1- Keka disse que a avaliação foi positiva do ponto de vista de mobilização, fez relato da reunião tensa na última rodada e perguntou aos presentes sobre os próximos passos para a categoria ir a dissídio, depois que todos falaram o resultado é que a mobilização da categoria será fundamental para uma vitória. 2 - Márcia sugeriu encaminhamento: Keka falar com o Faiad sobre o estatuto e o processo de agora em diante, antes da próxima reunião ordinária e no sábado colocarmos isso como pauta principal. Pauta 3- Festa Julina – 1- Como já dito, Márcia, Alcione, Ana Karla e provavelmente a Dafne farão parte da comissão organizadora, a festa será no sábado dia 12 de julho. Temos que pensar em local. 2- Dafne sugeriu na UFMT, ao lado do campo de futebol de areia, disse que tem local para fazer uma fogueira. 3- Adriana disse que é contra por causa do Meio Ambiente e sugeriu fazer bandeirinhas de jornal reciclado. 4- Laura disse que a associação dos servidores da Assembléia Geral tem local bom.5- Keka disse que a Adufmt tem espaço ao lado da OCA, defendeu a fogueira disse que não vê problemas. 6- Márcia achou que os locais são legais e prefere Adufmat além de defender a fogueria, lebrou que as casas da Maricelle ou da irmã foram oferecidas, mas destacou que em casa não daria para fazer a fogueira. 7- Dafne achou que a Adufmt é o espaço legal, mas não é propício, daí sugeriu a parceria com Centro Acadêmico (Cacos) para fazer a festa e divulgação. Festa com direito a correio elegante, pescaria, cadeia do amor, barracas. A Dafne conversará com o CA e em seguida conversará co o Sindjor para formar a parceira e a comissão. 8- Márcia destacou que a festa tem objetivos de melhorar a arrecadação, fazer o lançamento de Campanha Sindicalização e o lançamento da Campanha Sede Própria. 9- Adriana deu idéia de fazer cartão de consumação para venda antecipada. 10 – todos rechaçaram a venda fiado, pois o Sindjor está conseguindo pagar a penas as dívidas das festas sem nenhum lucro significativo. 11- Alcione disse que deve pensar na campanha de sindicalização, principalmente por que os estudantes vão participar da festa e podem fazer a pré-sindicalização, pediu a Dafne para defender a pré-sindicalização. 12- Márcia sugeriu que os presentes pensassem em uma slogan para a camapcanha. Resolvemos pedir sugestão no blog e por e-mail. Algumas idéias sugiram: Sindicalize Já! - Vem pra Luta! - Vem pra Luta que é nossa! Até quando você vai levar porrada? - Novos Filhos da Pauta – Abrace o Sindjor - Diga Sim ao Sindjor! Valorize-se - Jornalista não é artista, vem pra luta! – Vem pra Luta com o Sindjor – Jornalista? Presente! Vem pra luta com o Sindjor!). 13 - Sobre a campanha da sede própria, a keka disse que a idéia é lançar durante a festa a preocupação de que é preciso uma campanha de arrecadação para construir a nova sede, senão perderemos novamente o terreno, estratégias para buscar parceiros para arrecadar dinheiro para construção e também pensar em buscar deputados estaduais para emendas parlamentares e garantir a obra. 14- Humberto lembrou que pode ser feito também gestão junto aos ministérios para destinação de verba para obra. Pauta 4- Congresso – 1- Keka leu informações sobre o congresso nacional de jornalista, que ocorrerá em São Paulo em agosto, o Sindjor tem que chamar Assembléia Geral para eleger delegados para levar teses para os debate, disse que durante a festa a categoria será informado sobre isso. Mato Grosso tem direito a quatro representantes e as taxas de inscrições são: jornalistas delegados (hospedagem, alimentação, material, confraternização R$ 220,00), jornalistas observadores sindicalizado (painéis, oficinas, coffe break, material, festa, coquetel de abertura e encerramento R$ 300,00), jornalistas observadores não-sindicalizado (painéis, oficinas, coffe break, material, festa, coquetel de abertura e encerramento R$ 400,00), estudantes pré-sindicalizados (painéis, oficinas, coffe break, material, festa, coquetel de abertura e encerramento R$ 150,00), estudantes (painéis, oficinas, coffe break, material, festa, coquetel de abertura e encerramento R$ 300,00). 2- A keka precisou sair da reunião antes de encerrar as pautas e a Márcia assumiu o comando- 3- Márcia disse que quinta-feira (19) haverá grupo de estudo no Fórum pela Democratização da Comunicação e que tem que mobilizar a categoria para participar do debate. 4- Alcione disse que poderá participar. 5- Márcia lembrou que a campanha salarial mobilizou um pouco categoria e precisamos pensar o que mais fazer para mobilizar. 6- Adriana disse que podemos fazer uma roteiro para chamar as pessoas pro sindicato, oferecer descontos na mensalidade para aqueles que cumprirem metas de comparecimento. 7- Alcione disse que o Sindjor tem que provocar os jornalistas para eles se interessarem e não pensar na colaboração deles para mobilizar o sindicato, deu a idéia de retomar os relatórios semanais das ações que o Sindjor participa e enviar por e-mail para os jornalistas. Pedir aos mesmos que imprimam e coloquem o relatório nas redações. Além disso, é preciso movimentar o Blog com matérias de interesse da categoria, enviando um trecho da matéria por e-mail com o endereço do blog do Sindjor, para incentivar o acesso, entre outras ações. Devido ao avançado da hora, por voltas das 18h00, Márcia encerrou a reunião e eu, Alcione dos Anjos, lavrei a presente ata.

Alcione dos Anjos – secretária geral em exercício do Sindjor-MT

Nenhum comentário: