DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

5 de mai de 2008

Os ambientalistas na moda

Por Renê Dióz, estudante do 5º período da Faculdade de Comunicação da UFMT

O ambientalismo está na moda. Desdeque o aquecimento global é alardeado, um significativo impulso acometeu osdemais discursos fragmentados da militância verde, que começaram a ditarcomportamento, consumo e publicidade. Fenômeno natural e de mídia, oaquecimento global contribui na geração de padrões e tendências à parte dasatuais discussões. Essas, diga-se de passagem, sãoseriíssimas. Foi somente neste começo de abril que o estatístico dinamarquêsBjorn Lomborg, célebre crítico do ambientalismo no século XXI, admitiu aparticipação da atividade humana na crise climática. Lomborg, autor do livro “OAmbientalista Cético”, argumenta que o investimento para que os governos reduzamas emissões de gases poluentes na atmosfera é menos prioritário e menos barato,por exemplo, que a erradicação da fome na África.Mas o ambientalismo tal qual se presenciano dito comportamento moderno é mais apegado à imagem e, observa-se,“politizou-se” com o famigerado documentário do Al Gore. “Uma VerdadeInconveniente” apresenta o ex-vice-presidente norte-americano e seus alertaspara a nova crise mundial num espetáculo de imagens e encenação. O documentáriorendeu ao político o Prêmio Nobel da Paz em 2007, dividido com o Painel Inter-Governamentalsobre as Mudanças Climáticas (IPCC).Assim se produz um ambientalistade boutique. Com a garantia de evidência sem necessidade de aprofundadapolitização, este tipo se garante e se reproduz com a publicidade descobrindoseu potencial mercadológico. Nos shoppings de Cuiabá, a grife Onng veste a elite cuiabana com roupasfeitas de garrafas PET recicladas. ANatura está vendendo seus cosméticos com o merchandising daauto-sustentabilidade e da responsabilidade social na novela das oito. O BancoReal mostra ter percebido esta tendência com suas peças publicitárias desde quecomeçou a imprimir todo seu material gráfico somente em papel reciclado. Ora,até os bancos querem salvar o planeta. Só pode ser moda passageira.

Nenhum comentário: