DESTAQUE

NOVO PISO: Jornalistas e patrões firmam acordo coletivo de 2017

Da assessoria Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindic...

11 de jan de 2008

Cinegrafistas e fotógrafo são liberados; Sindjor avalia situação neste sábado

Após assinarem um documento comprometendo-se a não divulgar as "imagens não feitas", os cinegrafistas Marcos Alves e Belmiro Dias, além do fotógrafo Otmar de Oliveira, foram liberados do Fórum de Cuiabá. No momento, o corregedor-geral do Tribunal de Justiça, Orlando Perri, estava presente no local.

"Não houve crime", afirmou o advogado do Sindicato dos Jornalistas, Francisco Faiad. Os operadores de imagem entraram na sala de audiência que estava com a porta aberta. Na ante-sala e na escrivania não haviam funcionários para prestar informações.

"Não sei exatamente até que ponto vai o poder do juiz, em mandar prender, mandar soltar, mas acho, sobretudo, que houve excesso dele, na abordagem agressiva e desrespeitosa, com os trabalhadores da imprensa que estavam ali", diz a presidente do Sindjor-MT, Keka Werneck, que estava cobrindo o fato, como repórter da Folha do Estado.

O assunto será levado para discussão em reunião nesse sábado. E o Sindjor-MT deve emitir em seguida nota de repúdio ao comportamento anti-democrático do magistrado.

Um comentário:

Edilson disse...

Infelizmente não pude ir. Tinha compromissos previamente marcados com meus entes. Agora, temos que rediscutir essa questão de juiz manda assinar documento para ninguém publicar nada. Acho que houve violação e o abuso continuou, persistiu.. Sei lá! O site está à disposição, se precisar...

Abraços

Edilson