1 de dez de 2016

EXTRA! EXTRA! Sindjor/MT implanta novos métodos de arrecadação; Contribua!

O Sindjor/MT comunica à sua base que o funcionário Gilmar da Silva Ramos não compõe mais o quadro de funcionários da entidade e, por esse motivo, a partir de dezembro de 2016, o sindicato passa a receber de outras formas, que dependem do compromisso e pró-atividade do filiado.

Os sindicalizados podem decidir se preferem: depósito, desconto em folha, transferência, pagamento por cartão em débito ou crédito (na sede do Sindjor) ou (em breve) emitir boleto pelo site da entidade, para pagar em qualquer banco até o vencimento.

O Sindjor busca novas formas de receber, dar mais celeridade ao processo, bem como mais comodidade aos sindicalizados para efetuarem o pagamento.

Vale salientar que o pagamento da mensalidade de R$ 29,50 ou da anuidade de R$ 354,00 (que pode ser parcelada), é importante porque é com esse recurso que a entidade mantém aberta e paga despesas de funcionamento como energia elétrica, aluguel e a secretária que, agora, é a única funcionária da entidade, disponível para atendimento (por email, telefone e pessoalmente) e dar andamento nas demandas, já que não há nenhum diretor é liberado para desempenhar a função.

A atual diretoria está buscando se aproximar da categoria e manterá tal valor até 31 de dezembro de 2016. A partir de janeiro de 2017, será aplicado o novo valor previsto, de R$ 32,50.

O atendimento do sindicato é das 12h às 18h, de segunda à sexta-feira.

Confira os contatos do Sindjor/MT:
Telefone fixo: (65) 3025-4723
Celular/whatsapp: (65) 9 9646-3060
Sede: Av. Mato Grosso, nº 167, Sala 02, Centro Norte, Cuiabá/MT, descendo a avenida, quase chegando na Av. do CPA, ao lado da TV Sim, acima do Pacheco Materiais para Construção.

Informações necessárias
- Depósito ou transferência (sugestão: programar mensalmente)
Banco do Brasil
Agência: 046-9
Conta Corrente: 524390-4
CNPJ: 03.990.454/0001-45
> É importante enviar comprovante de pagamento por email ou whatsapp

- Desconto em folha: modelo abaixo, para ser preenchido, assinado e entregue no Departamento Pessoal da empresa, requerendo. Avisar o sindicato.

- Boleto: será cadastrado no site do Sindjor (sistema está em implantação) e será divulgado.

- Pagamento em débito ou crédito – também para renegociação: na sede do Sindjor, com parcela mínima de R$ 50,00.

E os não sindicalizados?

Aos que ainda não são sindicalizados o Sindjor convida a fortalecer sua entidade de classe e também apresentar sugestões para uma gestão de todos e para todos. Para isso basta preencher a ficha de filiação que está no site. Imprimir a ficha, preencher e entregar no Sindjor junto com cópia dos seguintes documentos:
* 2 Fotos 3x4
* CTPS (nº. e série / qualificação civil / registro regulamento profissional)
* RG e CPF
* Diploma de Jornalismo
* Autorização de Desconto em Folha
* Pagar R$ 29,50 – Mensalidade ou R$ 354,00 – Anuidade (pode ser parcelada no cartão de crédito, na sede do Sindjor/MT)

ANEXO:

AUTORIZAÇÃO DE DESCONTO EM FOLHA

Eu, ___________________________________________, CPF ___________________, categoria _____________________, funcionário (a) da empresa ___________________ ______________________________, exercendo a função de _____________________ ___________________________, informo que sou regularmente filiado (a) ao Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor/MT).

Neste sentido, autorizo o desconto em folha de pagamento e repasse ao Sindjor/MT de um valor mensal de R$ 29,50 (vinte e nove reais e cinquenta centavos), referente à mensalidade devida pelos sindicalizados à entidade.

Para facilitar, solicito o repasse à conta corrente da entidade, cujos dados são: Banco do Brasil, Agência: 046-9, Conta corrente: 524390-4.

Após, encaminhar o comprovante de repasse pelo e-mail sindicatodosjornalistasdemt@gmail.com, aos cuidados da responsável financeira Priscila Mendes.

Informações podem ser sanadas pelos telefones (65) 3025-4723 (Sindjor/MT).

__________________, __/__/__

__________________________________
Assinatura

Favor repassar uma via ao Sindicato

30 de nov de 2016

União faz a força! - Sindjor-MT existe e resiste, apesar de poucos filiados






“O Sindicato não faz nada!”. “O sindicato não vai se posicionar?”. “O Sindicato não vai fazer uma nota pública me defendendo?”. Diariamente essas e outras questões são ouvidas pelos dirigentes sindicais do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT). O curioso é que, 90% delas vêm de não sindicalizados que criticam sem buscar conhecer a realidade da entidade que os representa e que querem resultados rápidos e concretos para alguma situação particular, mesmo sem ajudar a melhorar o desempenho da entidade seja com sua contribuição sindical ou sequer com a força de presença nas Assembleias Gerais para discutir, nada mais, nada menos, que: a garantia de seus direitos.

Alguns reclamam que o Sindjor-MT não "oferece" nenhuma vantagem, referindo-se a convênios com locais de interesse da categoria, principalmente médico. Contudo, apesar de ser um chamariz, e de a entidade ter, na gestão #vempraluta, empossada em junho de 2015, ter realizado diversos convênios, entre eles: odontológico, clínica veterinária, escola de inglês e até de yoga, essa não é a principal função sindical. Portanto, não deve servir de base para o jornalista se associar ou não.

Aos que não sabem, vale esclarecer que o Sindicato serve para:
- Defender direitos do trabalhador, lutar por condições dignas de trabalho e pela ampliação do mercado de trabalho;

- Negociar as reivindicações da categoria junto aos empregadores públicos e privados e lutar, na esfera do poder público, pela aprovação de projetos de lei que beneficiem a classe trabalhadora;

- Negociar e fazer com que a empresa se submeta às regras instituídas através do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), para proteger os direitos dos trabalhadores;

Assim, QUANDO O JORNALISTA SE SINDICALIZA, contribuindo mensalmente com uma quantia irrisória (nem 30 reais), está ajudando, principalmente, a fortalecer a categoria nas negociações entre Empregado X Patrão, que é o que realmente importa! Ser sindicalizado significa também poder defender seus direitos e reivindicar melhores condições de vida e de trabalho para toda sua categoria.

Uma categoria forte e unida faz com que o Sindicato tenha condições de lutar por mais e melhores benefícios numa negociação, assim como manter os benefícios já existentes.

Contudo, para que um Sindicato seja forte e tenha mais poder, é necessário que um número crescente de trabalhadores seja sindicalizado, assumindo também o papel de sustentar e apoiar essa luta. A união no sindicato torna a luta coesa e mais fácil. Cada trabalhador é o elo de uma corrente construída fraternalmente, com interesses em comum.

Para que serve a mensalidade?

O Sindicato utiliza o valor da mensalidade para custear suas instalações e também suas atividades sindicais, como negociações do “Acordo Coletivo de Trabalho (ACT)”, leia-se “assessoria jurídica”. Um Sindicato pode ainda, através do valor recebido pelos associados, investir em cursos de capacitação e formação para o trabalhador e seus dependentes legais e também projetos habitacionais, entre diversos outros, de acordo com sua receita.

A não sindicalização e oposição

Quando um trabalhador faz oposição à entidade Sindical que o representa, ele não está apenas economizando alguns míseros reais. Ele está dizendo NÃO para o ACT, para o reajuste salarial, para ganhos sociais, para o auxílio creche, para o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) e para todos os outros benefícios que o Sindicato conquistou. Ele está enfraquecendo sua própria categoria. Esse é o trabalhador responsável por perdas de benefícios já conquistados, por reajustes salariais baixos e pela falta de poder nas negociações.

A não adesão e oposição sindical estão há tempos inviabilizando investimentos e projetos para o trabalhador. Categoria fraca e desunida significa cada trabalhador lutando apenas pelo seu próprio interesse. Em uma categoria fraca e desunida não há nem a possibilidade de, num caso extremo, fazer paralisações ou greve por condições dignas de trabalho.

Faça as contas! O valor que você economizaria deixando de se sindicalizar equivale ao valor se você tivesse que pagar por todos os itens monetários do ACT?

Sabemos que NÃO! O valor da mensalidade é infinitamente menor.

Além disso, você teria que negociar ano a ano diretamente com o patrão seu reajuste salarial e todos seus benefícios.

Portanto, é hora de nos unirmos! De criarmos uma categoria forte!

Chegou a hora de juntos, conquistarmos mais e melhores benefícios para nós e nossa categoria.

Somente com o fortalecimento vamos ter um Sindicato forte e dentro do ideal sindical, o Sindicato poderá investir em cursos de capacitação, projetos de habitação, de saúde, de educação, entre outros, para que assim possamos ter a oportunidade de ter uma vida profissional e pessoal melhor!

Sindicalize-se! Por você e pela sua categoria! Para tal, basta acessar o formulário de sindicalização no www.sindjormt.org.br, imprimir, preencher e levar à sede do Sindicato com cópia dos documentos pessoais, comprovante de endereço, duas fotos, bem como cópia do diploma e registro do MTb.   

(Assessoria Sindjor-MT (Com texto base de Giovanny Renato, assessor de Marketing do SECMESP04) 

24 de out de 2016

Sindjor/MT inicia processo eleitoral para renovação da diretoria biênio 2017-2018





O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor/MT) publicou no Diário Oficial do Estado que circulou nessa segunda-feira, 24/10, o edital de abertura de processo eleitoral com o calendário das eleições para renovação da diretoria. A eleição ocorrerá nos dias 06 e 07/12, e a próxima gestão deve ficar à frente do sindicato no biênio 2017-2018. 

Os jornalistas interessados em inscrever chapas já podem entregar a documentação necessária na sede do Sindjor/MT, das 12h às 18h. As inscrições vão desde a publicação do calendário eleitoral, até o dia 14/11. 

A chapa, para diretoria colegiada, deve ser formada por 11 jornalistas com pelo menos um ano de sindicalização, conforme o estatuto da entidade.

A documentação necessária e demais informações estão disponíveis no site do Sindjor/MT, no link ELEIÇÕES 2016. (Clique aqui)

18 de out de 2016

EDITAL DE CONVOCAÇÃO - ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA NO DIA 20 DE OUTUBRO DE 2016 NO SINDJOR/MT







SINDICATO DOS JORNALISTAS DE MATO GROSSO 
Filiado à Fenaj - Federação Nacional dos Jornalistas e à CUT 
CNPJ: 03.990.454/0001-45 
Av. Mato Grosso, 167, Sl 02, Centro Norte CEP: 78.005-030 - Cuiabá-MT 
Telefone: (65) 3025-4723 E-mail: sindicatodosjornalistasdemt@gmail.com



EDITAL DE CONVOCAÇÃO 

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA NO DIA 20 DE OUTUBRO DE 2016 NO SINDJOR/MT 



O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor/MT), em conformidade com seu Estatuto, por meio da Junta Administrativa, CONVOCA todos os jornalistas sindicalizados do Estado de Mato Grosso, em plenos direitos estatutários, para Assembleia Geral Extraordinária, que será realizada no dia 20 de outubro de 2016, na sede do Sindjor/MT, que fica na Avenida Mato Grosso, 167, sala 02, Centro Norte, Cuiabá-MT, às 19h, em primeira convocação, e, em segunda convocação, às 19h30, com qualquer número de jornalistas presentes, para decidirem sobre a seguinte pauta: 



- Apresentação e aprovação do calendário eleitoral para eleição da diretoria do Sindjor/MT, biênio 2017-2018; 






Cuiabá, 18 de outubro de 2016. 





Junta Administrativa

15 de out de 2016

Think Olga lança minimanual de jornalismo humanizado




Preocupada com a cobertura jornalística de determinados temas, a ONG feminista Think Olga está lançando minimanuais de Jornalismo Humanizado. Criada pela jornalista Juliana de Faria, em 2013, a ONG se propõe, dentre outras coisas, a “criar conteúdo que reflita a complexidade das mulheres e as trate com a seriedade que pessoas capazes de definir os rumos do mundo merecem”. 

Dois volumes já foram publicados: violência contra mulheres, e pessoas com deficiências. De acordo com os elaboradores, o material “reúne dicas para jornalistas e veículos que desejam limpar sua comunicação de preconceitos. Por meio de dicas simples e diretas, tornam a leitura de notícias uma experiência agradável e respeitosa para pessoas tão diversas quanto a humanidade pode ser”.

O Sindjor/MT, como forma de auxiliar a necessária formação humanizada dos jornalistas mato-grossenses, acaba de disponibilizar os links dos materiais publicados pelo Think Olga na biblioteca do site da entidade. Interessados em ampliar o conhecimento e melhorar a qualidade do seu trabalho já podem acessá-lo, basta clicar aqui.


Sindjor/MT

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates